Objetivos Gerais:  Desenvolver o conhecimento técnico-científico e de gestão do/a Enfermeiro/a que presta cuidados a doentes em situações críticas de saúde e que carecem de cuidados intensivos.

 

Objetivos Específicos: 

No final da formação os formandos deverão ser capazes de:

- Explicar a estrutura e função dos sistemas respiratório e cardiovascular e o modo como se relacionam;

- Identificar as mudanças na fisiologia humana decorrentes dos processos de doença ou lesão orgânica;

- Analisar de modo crítico os diversos aspetos da prática diária de enfermagem em cuidados intermédios / intensivos;

- Descrever as atividades de enfermagem decorrentes da sua atividade enquanto prestador de cuidados ao doente em ambiente crítico; a partir de um trabalho prático, e com uma taxa de sucesso igual ou superior a 50%. 

 

 

Conteúdo Programático:

1 – Anatomofisiologia do aparelhorespiratório

2 – Princípios de ventilação e cuidados ao doente no âmbito respiratório

a. Ventilação invasiva

b. Ventilação não invasiva

c. O doente com lesão pulmonar aguda

d. Gestão do doente com difícil desmame ventilatório

2.1– Interpretação gasimetrias arteriais

3 – Anatomofisiologia do aparelho circulatório

4 – Princípios de eletrocardiografia

a. O sistema de condução cardíaco

b. O funcionamento do eletrocardiógrafo/elétrodos c. Análise e interpretação de traçados de ECG

5 - Monitorização e cuidados ao doente no âmbito cardiovascular

a. Princípios de monitorização invasiva – PA catheter / Picco / Lidco / esophageal Doppler

b. Terapia vasoactiva e inotrópica

c. O doente em choque

Caso Prático

 

Duração: 9h práticas + 13h teóricas + 18h resolução do caso prático (40h)

 

Forma de organização da formação: Presencial + auto-aprendizagem (caso prático)

 

Metodologias de formação: Método expositivo, interrogativo e demonstrativo

 

Técnicas de formação: Exposição, diálogo, interrogatório e demonstração

 

Destinatários: Enfermeiros prestadores de cuidados intermédios e/ou intensivos.

 

Critérios e metodologias de avaliação das aprendizagens:

Diagnóstica (através da colocação de questões orais) - Será utilizada a avaliação diagnóstica no início da formação de forma a obter informações sobre os conhecimentos, aptidões e competências dos formandos com vista à organização dos processos de ensino e aprendizagem de acordo com as situações identificadas. 

Formativa (através da colocação de questões orais e através da realização de exercícios práticos) - Ao longo da formação será utilizada a avaliação formativa com o objetivo de detetar dificuldades suscetíveis de aparecer durante a formação a fim de corrigi-las rapidamente.

 

Sumativa (através de trabalho prático, cuja taxa de sucesso deverá ser igual ou superior a 50%) - Finalmente, recorrer-se-á à avaliação sumativa para se verificarem os resultados da aprendizagem.

 

Informações Adicionais:

Os formandos terão direito a:

- Certificado de Participação

- Conteúdos e Bibliografia sobre o tema

 

Para saber as datas previstas para esta formação, consulte a nossa agenda formativa.

Última actualização da página: 03/01/2018

faz a tua inscrição

*Campos Obrigatórios
Regulamento Interno da Formação

Para o bom funcionamento das atividades de formação promovidas pela Vitae Professionals® é estabelecido o presente Regulamento Interno, regido pelos artigos seguintes, o qual é de cumprimento obrigatório por todos/as os/as seus/suas formandos/as.

 

Artigo 1º - Política e estratégia de formação

 

A Vitae Professionals® é uma empresa especializada na colocação de profissionais de saúde no estrangeiro, apostando também no desenvolvimento pessoal/profissional e na (re) qualificação dos recursos humanos através do desenvolvimento de formação profissional.

 

Artigo 2º - Inscrição nos cursos de formação

 

  1. O processo de inscrição nos cursos de formação consiste na entrega da Ficha de Inscrição a fornecer pela Vitae Professionals®, devidamente preenchida, acompanhada de todos os elementos nela solicitados.

  2. Sempre que aplicável, o processo de seleção de formandos decorre de acordo com as seguintes etapas:

  1. Pré seleção tendo em conta a existência de todos os elementos solicitados na ficha de inscrição;

  2. Análise curricular e verificação da coerência da candidatura com o público-alvo e os objetivos do curso;

  3. Verificação da data de entrada da inscrição, que funciona como critério de desempate.

 

Artigo 3º - Direitos dos Formandos

 

  1. Os FORMANDOS têm direito a:

a) Participar no curso de formação e receber os ensinamentos de harmonia com os programas, metodologias e processos de trabalho definidos e divulgados;

b) Receber toda a documentação referente ao curso de formação frequentado, nomeadamente o referencial do curso, respetivo cronograma, textos de apoio e/ou manuais de acordo com o estipulado pelo/a formador/a;

c) Receber, um certificado de aproveitamento do curso de formação, desde que se verifiquem cumulativamente as seguintes condições:

I. Tenha registado uma assiduidade igual ou superior a 90% da carga horária total do curso de formação frequentado;

II. Tenha tido aproveitamento de acordo com os objetivos definidos na avaliação, realizada no decurso do curso de formação pelo/a formador/a;

III. Tenha entregue a documentação pessoal solicitada, definida nos termos da legislação em vigor, nomeadamente, a ficha de inscrição devidamente preenchida e assinada e fotocópia dos documentos de identificação.

d) Receber, gratuitamente, uma Declaração de Frequência do curso, no caso de ser “reprovado”;

e) Reclamar sobre quaisquer anomalias que, no seu entender, prejudiquem os objetivos da formação;

f) Ser ouvido no processo de avaliação do curso de formação.

 

Artigo 4º - Deveres e obrigações dos formandos

 

  1. Os FORMANDOS ficam obrigados a:

a) Frequentar, com assiduidade e pontualidade, o curso de formação, visando adquirir os conhecimentos teóricos e práticos que lhes forem ministrados;

b) Assinar a Folha de Presenças e Sumários no final de cada sessão;

c) Participar em todas as sessões de formação de acordo com o cronograma a Si comunicado e que declara conhecer e aceitar nos seus precisos termos;

d) Participar no processo de avaliação do curso de formação e prestar as provas de avaliação a que venha a ser submetido;

e) Guardar lealdade à Vitae Professionals®, não transmitindo para o exterior qualquer informação sobre a atividade da mesma de que tome conhecimento por ocasião do curso de formação;

f) Utilizar com cuidado e zelar pela boa conservação dos equipamentos e demais bens que lhe sejam confiados para efeitos de formação;

g) Zelar pela conservação e boa utilização das instalações onde decorrer a formação promovida pela Vitae Professionals®;

h) Abster-se da prática de qualquer ato donde possa resultar prejuízo ou descrédito para a formação, para a Vitae Professionals® ou para outras entidades participantes;

i) Adotar um comportamento consentâneo com o processo formativo, respeitando todos os colegas, formadores e equipa da Vitae Professionals®.

j) O/a formando/a deverá assegurar que o seu telemóvel se encontra em silêncio ou desligado durante as sessões.

 

Artigo 5º - Regime de Presenças

  1. A assiduidade dos formandos é verificada através da assinatura diária da Folha de Presenças e Sumários.

  2. É condição obrigatória a frequência mínima de, pelo menos, 90% do número total de horas de formação.

  3. Ultrapassado o limite de faltas, justificadas ou injustificadas, o/a formando/a será considerado/a reprovado/a. Nestes casos, a reprovação implica:

a) Perda do direito à devolução dos montantes já entregues à Vitae Professionals®, se aplicável;

b) Perda do direito de obtenção do certificado mencionado na alínea c) do Artº. 3.

  1. No caso de o/a formando/a ser considerado/a “reprovado/a”, será emitida uma Declaração de Frequência.

  2. Os atrasos superiores a 15 minutos e as saídas antecipadas, face aos horários que forem estipulados, carecem de justificação e serão contabilizados no número de horas de faltas;

  3. Os formandos que tenham ultrapassado o limite máximo de faltas poderão solicitar à Vitae Professionals® que analise possíveis formas de remediação. O/A formando/a deverá suportar todos os encargos associados à implementação das medidas de remediação que vierem a ser definidas e aceites por Si.

 

Artigo 6º - Definição e alteração de horário, locais e cronograma

 

  1. Os dias em que a formação decorre e respetivos horários e locais são definidos antes do início da formação através do Cronograma do curso.

  2. Por motivos operacionais ou por indisponibilidade temporária dos/as formadores/as, a Vitae Professionals® reserva-se o direito de efetuar ajustamentos pontuais em termos de horários, locais da formação e cronogramas, os quais serão comunicados atempadamente a todos/as os/as formandos/as.

Artigo 7º - Interrupções e possibilidade de repetição de cursos de formação

 

  1. Caso se verifiquem situações excecionais que comprometam a continuidade do curso de formação, a Vitae Professionals® procederá à sua interrupção de forma imediata, comunicando o facto a todos/as os/as formandos/as e formadores/as e as razões que estiveram na origem da interrupção.

  2. Nestas situações a Vitae Professionals® procederá à continuidade do curso de formação logo que estejam reunidas condições para tal, ou à sua repetição. Em ambos os casos serão comunicadas as novas datas a todos/as os/as formandos/as com uma antecedência máxima de 1 semana.

  3. Caso seja impossível a realização do curso de formação ou seja impossível encontrar novas datas que sejam convenientes, os/as formandos/as serão reembolsados integralmente de todos os valores entretanto pagos, se aplicável.

  4. Nos casos em que exista repetição do curso de formação no seguimento de interrupção por parte da Vitae Professionals®, não haverá lugar a qualquer pagamento adicional para além do contratualizado e os/as formandos/as ficarão obrigados/as a frequentar o curso integralmente de acordo com o regime de faltas definido.

  5. Caso o/a formando/a deseje interromper/desistir da frequência do curso de formação, tem a possibilidade de realizar o curso mais tarde, estando sujeito às condições de pagamento definidas no artigo 10.º.

Artigo 8º - Regime de avaliação

 

  1. A avaliação de desempenho dos/as formandos/as é realizada pelos/as formadores/as, no final de cada módulo, os quais numa escala de 1 (Mau) a 5 (Excelente), avaliam para cada formando/a os seguintes aspetos:

 

​1. Foi pontual

2. Demonstrou interesse pela formação, é motivado/a

3. Participou nas sessões

4. Demonstrou capacidade de cooperação e empenho na execução conjunta das atividades propostas

5. Comunicou com outros membros do grupo e com o/a formador/a e fomentou o relacionamento interpessoal

6. Adaptou-se a novas tarefas

7. Adquiriu e aplicou conhecimentos em exercícios, análise de casos reais e/ou simulações

8. Mobilizou as competências adquiridas, transferindo/generalizando a outras situações ou contextos.

 

A avaliação que o/a formador/a atribui ao ponto 7 tem origem no resultado alcançado pelo/a formando/a na avaliação de aprendizagem definida pelo/a formador/a.

O/A formador/a poderá utilizar de forma isolada ou combinada os seguintes recursos de avaliação de aprendizagem: testes (orais e/ou escritos); exercícios práticos; simulações; trabalhos de grupo ou individuais.

 

  1. A avaliação final será expressa nos termos de “Com Aproveitamento“ ou “Sem Aproveitamento”. Para que se considere ter havido aproveitamento do/a formando/a, é indispensável que se verifiquem cumulativamente as seguintes condições:

  • Que o/a formando/a obtenha avaliação global positiva;

  • Se verifiquem as condições de assiduidade de acordo com o nº. 2 do Artº. 5º.

Artigo 9º - Normas de funcionamento

 

É terminantemente proibido fumar nas instalações onde decorre o curso de formação.

 

Artigo 10º - Pagamentos e Política de devoluções

 

  1. Quanto ao pagamento do curso, se aplicável, após inscrição e confirmação do início do curso, será enviado ao formando um email com todas as informações e indicações para efetuar o pagamento. Sempre que o pagamento seja realizado por transferência bancária, o formando fica obrigado a enviar o respetivo comprovativo para a empresa.

  2. A Vitae Professionals® reserva-se o direito de não devolver os montantes pagos pelo/a formando/a, se aplicável, sempre que o/a formando/a seja excluído/a da frequência do curso de formação.

  3. Caso o/a formando/a deseje desistir da frequência do curso de formação, após o pagamento do mesmo, apenas serão devolvidos 50% do valor pago pelo/a formando/a;

  1. Caso o aluno, depois de desistir (na situação supracitada), realize o curso mais tarde, pagará apenas 50% do valor total do curso, se aplicável.

Artigo 11º - Reclamações

 

Sempre que um participante na formação desejar apresentar uma reclamação ou sugestão poderá fazê-lo utilizando o Livro de Reclamações ou utilizando boletim próprio para o efeito (FR28 - Ficha de Sugestões e Reclamações).

Para apresentar uma sugestão, dever-se-á assinalar o campo correspondente existente na folha de registo FR28 - Ficha de Sugestões e Reclamações. Todas as sugestões são uma mais-valia para a nossa entidade e serão transmitidas aos responsáveis máximos da Vitae Professionals®.

Para apresentar uma reclamação, dever-se-á fornecer o máximo de informações sobre o assunto em questão. Todas as reclamações serão avaliadas e caso sejam consideradas válidas, desencadearão um conjunto de ações com o objetivo de resolver a situação e eliminar a sua causa. De forma a podermos responder à reclamação, todos os dados do reclamante solicitados na folha de registo indicada deverão ser preenchidos. Em caso de reclamação, é da responsabilidade do/a Gestor/a da Formação analisar e dar seguimento, pelo que entrará em contacto com o reclamante num prazo máximo de 5 dias úteis, a contar da data de apresentação da reclamação.

A folha de registo FR28 - Ficha de Sugestões e Reclamações devidamente preenchida, datada e assinada poderá ser entregue em mãos ou enviada ao cuidado da Gerência da Vitae Professionals® para a seguinte morada: Etapas D’Aventura – Serviços e Representações, Lda., Rua de Monsanto nº 512 B, 4250-288 Porto.

 

Artigo 12º - Descrição genérica de funções e responsabilidades dos intervenientes na formação

 

Gestor/a de Formação

  • Responsável pela política de formação e pela sua gestão e coordenação geral, assegurando o planeamento, a execução, o acompanhamento, o controlo e a avaliação do plano de atividades;

  • Assegurar a gestão dos recursos afetos à formação e das relações externas relativas à mesma;

  • Coordenar e articular com os responsáveis máximos da Vitae Professionals ® e com os destinatários da formação;

  • Promover ações de revisão e melhoria contínua e a implementação dos mecanismos de qualidade da formação;

  • Assegurar o relacionamento e comunicação com o Sistema de Certificação, garantindo que as práticas formativas implementadas na entidade estão em harmonia com os requisitos de certificação da DGERT;

  • Aprovar os programas concebidos, bem como as suas alterações;

  • Assinar os certificados de formação profissional emitidos;

  • Cumprir e fazer cumprir com as disposições descritas nos diferentes documentos do SG afetos à sua função e ao seu departamento;

  • Para as não conformidades detetadas, por si ou pelos seus colaboradores, estabelecer as ações necessárias ao seu tratamento e avaliar a eficácia das ações corretivas implementadas;

  • Detetar oportunidades de melhoria;

  • Elaborar e disponibilizar toda a documentação cuja sua ausência possa por em causa a correta realização das atividades/tarefas da sua área;

  • Identificar os riscos e oportunidades inerentes às suas atividades e desenvolver as ações necessárias ao seu tratamento;

  • Analisar e dar seguimento às reclamações relacionadas com a formação;

  • Colaborar no cumprimento dos requisitos da certificação;

  • Identificar as necessidades de formação dos seus colaboradores.

Coordenador/a Pedagógico/a

  • Responsável pelo apoio à gestão da formação e pela gestão pedagógica da mesma, assegurando a articulação com a Gestão da Formação, a articulação com a equipa de formadores na fase de conceção dos programas, o acompanhamento pedagógico dos formandos e dos formadores na fase de execução dos cursos, a resolução de questões pedagógicas e organizativas dos cursos, entre outras;

  • Supervisionar o processo de seleção e recrutamento do pessoal afeto à formação (formadores, técnicos de formação, coordenadores, entre outros);

  • Responsável pelos DTP’s – Dossiers Técnico Pedagógicos dos cursos;

  • Cumprir e fazer cumprir com as disposições descritas nos diferentes documentos do SG afetos à sua função e ao seu departamento;

  • Para as não conformidades detetadas, estabelecer as ações necessárias ao seu tratamento e avaliar a eficácia das ações corretivas implementadas;

  • Detetar não conformidades e oportunidades de melhoria;

  • Elaborar e disponibilizar toda a documentação cuja sua ausência possa por em causa a correta realização das atividades/tarefas da sua área;

  • Colaborar no cumprimento dos requisitos da certificação;

  • Promover a melhoria contínua;

  • Identificar os riscos e oportunidades inerentes às suas atividades e desenvolver as ações necessárias ao seu tratamento.

Formadores

  • Responsáveis pela preparação e desenvolvimento pedagógico dos cursos de formação, assegurando a preparação do programa de formação;

  • Elaborar recursos pedagógicos para desenvolvimento do programa, como planos de sessão, manuais, exercícios, entre outros, selecionando e adequando os conteúdos de formação, os métodos e técnicas pedagógicas aos objetivos da formação;

  • Antes do início do curso, entregar a bibliografia do curso e requisitar os materiais pedagógicos necessários;

  • Ministrar a formação segundo as orientações estabelecidas;

  • Relacionar conhecimentos teóricos com a sua aplicabilidade;

  • Analisar criticamente os trabalhos realizados e propor melhorias aos mesmos, se aplicável;

  • Aplicar estratégias e instrumentos de avaliação;

  • Cumprir e fazer cumprir as normas estipuladas pela Vitae Professionals® e coresponsabilizar-se pelo bom funcionamento e imagem externa e interna da empresa;

  • Zelar pela conservação e manutenção das instalações e equipamentos;

  • Disponibilizar informação e documentos para o Dossier Técnico-Pedagógico, incluindo materiais de apoio à formação, enunciados de instrumentos de avaliação, respetiva correção e cotação, trabalhos e /ou relatórios;

  • Registar os sumários, no fim de cada sessão, utilizando o sistema de gestão da formação;

  • Registar as classificações da avaliação da formação nos moldes e prazos definidos;

  • Reportar qualquer anomalia e/ou oportunidade de melhoria sempre que detetada;

  • Colaborar no cumprimento dos requisitos da certificação;

  • Cumprir e fazer cumprir com as disposições descritas nos diferentes documentos do SG afetos à sua função e ao seu departamento;

  • Detetar não conformidades e oportunidades de melhoria;

  • Elaborar e disponibilizar toda a documentação cuja sua ausência possa por em causa a correta realização das atividades/tarefas da sua área.

Atendimento Permanente

  • Cumprir com as disposições descritas nos diferentes documentos do SG afetos à sua função e ao seu departamento;

  • Detetar não conformidades e oportunidades de melhoria;

  • Elaborar e disponibilizar toda a documentação cuja sua ausência possa por em causa a correta realização das atividades/tarefas da sua área;

  • Identificar os riscos e oportunidades inerentes às suas atividades e desenvolver as ações necessárias ao seu tratamento;

  • Contacto direto com os clientes e fornecedores, de forma presencial ou por telefone;

  • Responder a questões gerais dos clientes e fornecedores ou encaminhar as mesmas para os profissionais qualificados;

  • Receber reclamações;

  • Receber o material enviado pelos fornecedores;

  • Efetuar compra do material de escritório;

  • Gestão dos horários e atividades das funcionárias da limpeza.

Artigo 13º - Disposições Finais

 

Os casos omissos no presente regulamento ou supervenientes serão decididos pela Vitae Professionals® de acordo com a legislação em vigor.

 

 

Para mais informações Contacte-nos!

Contactar!